Consulta Capilar – 3 motivos para realizar uma consulta capilar

Consulta Capilar – 3 motivos para não realizar o seu transplante capilar antes de realizar uma consulta de diagnóstico.

Muitos pacientes que sofrem de perda de cabelo decidem avançar para o Transplante Capilar sem terem previamente realizado um correto diagnóstico. Na DHI, o diagnóstico é obtido através de uma consulta capilar após a análise criteriosa de 4 estudos (perfil psicológico, clínico, matemático e artístico). Assim a consulta capilar inicial tem por objetivo analisar corretamente toda a condição do paciente, compreender as suas necessidades, informar e esclarecer sobre as possibilidades futuras. Na DHI Portugal a consulta capilar é realizada com total transparência e ética, criando ao paciente expectativas corretas. Destacamos 3 motivos para não avançar com o seu transplante capilar sem antes obter um diagnóstico correto.

Consulta capilar

1. O Transplante Capilar não é solução para todos os casos!

A perda de cabelo não é sempre igual, as suas causas e evolução variam de pessoa para pessoa. Na maioria dos casos, a perda de cabelo ocorre devido à Alopecia Androgenética (condição hereditária). A consulta capilar ajuda a determinar as causas exatas da perda de cabelo e o seu possível desenvolvimento futuro. Os resultados dos testes capilares que obtemos depois da realização da consulta capilar são fundamentais para o combate da perda de cabelo, quer seja através de um tratamento (PRP ou Mesoterapia Capilar), quer seja através do Transplante Capilar.

2. A área doadora pode ser … pobre.

O Transplante Capilar consiste na extração de folículos capilares saudáveis da área doadora (zona lateral e posterior da cabeça), onde o cabelo é geneticamente programado para nunca cair e são implantados no topo da cabeça, nas zonas mais afetadas pela calvície. Estes folículos uma vez transplantados crescerão com sucesso dado serem imunes ao gene da Alopecia Androgenética. Dependendo da evolução da calvície de cada paciente, o número de folículos necessários a transplantar de forma a conseguir um bom resultado estético pode variar imenso, ou seja um paciente muito afetado pela calvície, precisará de mais folículos para cobrir a área calva do que alguém que simplesmente tem pouca densidade. Assim sendo, saber o número de folículos disponíveis para extração na zona dadora é fundamental para o planeamento do Transplante Capilar, sobretudo a pacientes mais jovens onde a calvície ainda pode evoluir. Na consulta de avaliação capilar da DHI para além da análise à qualidade do couro cabeludo fazemos a contabilização da disponibilidade da sua área dadora, bem como as necessidades das zonas recetoras.

3. Deve planear o seu restauro capilar de hoje, tendo em conta a evolução futura da sua calvície e não à simples retificação de uma necessidade imediata.

A calvície é uma condição de perda de cabelo evolutiva. Assim é fundamental ter em conta um plano de correção capaz de resolver as necessidades presentes mas também, e muito importante, as necessidades futuras. Na DHI, a consulta capilar, prevê um plano de ação criterioso que responde a esta situação, não promovendo intervenções excessivas e desadequadas que possam comprometer a harmonização estética do resultado futuro.


 

A DHI privilegia a transparência dos processos e resultados, criando a correta expectativa aos pacientes, em detrimento de uma promoção resultados milagrosos ignorando a importância do conhecimento que o paciente deve ter na area.

 

Realize uma consulta de avaliação capilar gratuita e obtenha um correto diagnóstico!